12 de abril de 2011

Testemunho Vocacional

 “CONVÉM QUE CRISTO CRESÇA E QUE EU DIMINUA” Jo 3.30

Sem. Alexandre e seus pais.
Eu, Alexandre Baptista de Oliveira, nasci no dia 05 de fevereiro de 1985, na cidade de Montenegro – RS. Meus pais são Alfredo Baptista de Oliveira e de Eda Anna de Oliveira. Tenho duas irmãs: Pamela Baptista de Oliveira que tem 21 anos e Angelita Baptista de Oliveira já falecida, que intercede por mim junto à Nosso Senhor.

Passei toda a minha infância na cidade Montenegro junto de minha família. Ali foi que nosso Senhor foi alicerçando o que hoje percebo como fundamento da vocação: amar. Acompanhado da família cursei todo o Ensino Fundamental na Escola José Pedro Steigleder e participava da comunidade da Matriz São Pedro e São Paulo da Paróquia Sagrado Coração de Jesus – Timbaúva. Fui coroinha, acompanhei outras atividades na comunidade e participava do grupo de oração de famílias, que ainda hoje se reúne na casa de meus pais. Durante os anos de 1998 à 2000 participei do movimento CLJ na então Matriz da Paróquia São João Batista, hoje, catedral diocesana de Montenegro.

Neste ambiente, desde cedo sentia vontade de servir ao Senhor através do ministério ordenado. Com o passar dos anos fui camuflando meu ideal por não ter colegas ou amigos que comungassem meus anseios, por não ter noção do processo de ingresso no seminário, além de muitos outros fatores. Em meio a tudo isso, percebi que precisava ajudar de alguma forma no sustento de minha família, pois meu pai sustentava toda a família sozinho e minha mãe já sofria em função de uma doença degenerativa. Foi aí que inicialmente comecei a trabalhar confeccionando calçados e posteriormente vendendo picolé na rua. O ideal de ser presbítero já estava ausente nos meus projetos de vida.

Em dezembro de 1999 Nosso Senhor investiu de forma irresistível na minha vida. Sem esperar apareceu na Paróquia da Timbaúva, o Promotor Vocacional Pe. Francisco Ledur, à procura de vocacionados. Acebei sendo indicado e ele o começou um processo de ingresso no Seminário que por sinal foi muito rápido. Após duas conversas com o promotor vocacional e uma semana de convivência no Seminário São José de Gravataí estava definido meu ingresso no processo formativo no dia 29 de fevereiro de 2000.

Cursei todo o Ensino Médio no Seminário São José, bem como o curso de aperfeiçoamento Propedêutico. Em 2004 ingressei no Seminário Maior Imaculada Conceição de Viamão. Aí cursei toda a Filosofia e início da Teologia. Com a instalação da Diocese de Montenegro em setembro de 2008, fui então para o Seminário, posteriormente denominado São João Batista, da Diocese no mesmo condomínio seminarístico em Viamão. Porém meu seis colegas ficaram na Arquidiocese de Porto Alegre.

Ao longo destes anos realizei atividades pastorais na Paróquia Sagrado Coração de Jesus – Montenegro (2003) e Estágio Pastoral (2010), no Serviço de Animação Vocacional com a Equipe Kairós (2004-2005),na Paróquia Nossa Senhora da Conceição – São Sebastião do Caí (2006-2007), Paróquia Santa Ana – Gravataí (2008), Paróquia Catedral São João Batista – Montenegro (2009), e hoje na Paróquia Santa Catarina – Feliz.

Pela graça de Deus serei ordenado Diácono no dia 12 de junho de 2011, às 15 horas na Catedral Diocesana São João Batista de Montenegro e Presbítero no dia 10 de dezembro de 2011 na Igreja Matriz São Pedro e São Paulo da Paróquia Sagrado Coração de Jesus na Timbaúva.

Ao longo destes anos o Senhor foi me configurando a expressão de São João Batista a qual assumo com lema sacerdotal e de vida: “CONVÉM QUE CRISTO CRESÇA E QUE EU DIMINUA” (Jo 3,30)

Nenhum comentário:

Postar um comentário